EVENTOS  ::  

Acrescente um toque de sofisticação e solicite os nossos Doces Portugueses, salgados e pães para o seu evento ou casamento! Agende uma degustação e faça seu pedido.

CASAMENTOS, RECEPÇÕES E FESTAS

Mini Integral
Mini Pão Australiano
Mini Ciabatta
Pastel de Nata
Na região de Belém (Portugal), no início do século XIX, havia ao lado do Mosteiro dos Jerônimos uma área para o refino da cana-de-açúcar, que vinha das colônias portuguesas na África e Brasil. Como consequência da revolução Liberal são em 1834 encerrados todos os conventos de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores. Numa tentativa de sobrevivência, um dos monges passa a comercializar estes doces que eram quase que exclusividade do mosteiro, abrindo uma pequena lojinha ali próximo.
Toucinho do Céu
Seu “berço“ se situa na cidade de Guimaraes, norte de Portugal, mais concretamente no Convento de Santa Clara. Ele foi fundado no século XVI e fechado no ano de 1834 quando um decreto republicano proibiu as ordens religiosas. Nesses dois séculos de história, as freiras criaram muitos sabores, em sua maioria, à base de ovos e açúcar, sendo o mais famoso, o toucinho do céu. Um dos mais renomados doces conventuais Portugueses.
Pastel de Santa Clara
O pastel de Santa Clara tem sua origem no convento de mesmo nome. Este convento do século XIII, já abrigou a Rainha Santa Isabel e Inês de Castro, figuras históricas portuguesas. Naquela época as claras dos ovos eram usadas para engomar tecidos e as freiras acabavam por inventar receitas usando as gemas dos ovos, dando daí origem a diversas receitas como a do pastel de santa Clara.
Pastel de Tentúgal
No início do séc. XIX se iniciou a confecção e comercialização destes palitos folhados que serviam como complemento à prestigiada cozinha que se praticava na hospedaria Dona Maria da Conceição Faria. O seu aspecto e gosto refinado levaram à alteração da sua designação logo nos primeiros tempos, popularizando assim a designação Pastel de Tentúgal. De textura crocante, é dos doces conventuais mais apreciados em Portugal hoje e é o produto mais importante da região de Coimbra.
Baba de Camelo
A origem temporal desta deliciosa sobremesa é incerta, mas existem versões que a remetem para um passado histórico dentro dos mosteiros Portugueses. Um dos segredos mais bem guardados da vasta história de maravilhas gastronômicas conventuais.
Salame de Chocolate
Salame de chocolate ou chouriço de chocolate é um doce tradicional da culinária de Portugal, confeccionado com chocolate, biscoito, manteiga e ovos.
O salame de chocolate possui uma forma semi-cilíndrica e não é fabricado com carne, ao contrário dos salames tradicionais. É servido em fatias grossas. O chocolate e os pedaços de bolacha substituem a carne e a gordura existentes no salame tradicional. Algumas variantes contêm também nozes em pedaços, amêndoas e avelãs.
Ovos Moles
Trata-se de um doce regional, tradicional da pastelaria Aveirense (Região de Aveiro - Portugal), cuja fórmula e método de produção original se deve às freiras dos vários conventos existentes em Aveiro até ao século XIX. A massa do doce de ovos usada, embora consistente, é muito cremosa e obtida exclusivamente através de açúcar em ponto e gemas de ovos muito frescos.
Barriga de Freira
As barrigas de freira são consideradas doces regionais, com a forma peculiar de meia-lua e que resulta de uma combinação perfeita de uma massa bem característica envolvendo um recheio de ovo preparado com muito carinho. Este doce de ovos tem na sua essência amêndoa moída, o que lhe confere um sabor muito característico e irresistível. Um dos doces Portugueses mundialmente mais famosos.
Encharcada Alentejana
Doce Conventual originário da região do Alentejo, em Portugal. Conta a história que os produtores de vinho daquela região clareavam o vinho com claras de ovo. As gemas eram oferecidas aos conventos da região, onde as freiras produziam iguarias milagrosas. Este é um dos doces mais representativos da riquíssima doçaria regional alentejana e, ao mesmo tempo, um dos mais apreciados em todo o país.
Mimo de Azeitão
Pouco se sabe sobre esta pérola que a Arte Conventual resgatou ao tempo. Doce originário da margem Sul de Lisboa, capital de Portugal. Uma pequena, mas doce maravilha gastronômica com textura e paladar que pede uma repetição a cada pedaço. O ovo casou com a amêndoa e originou o Mimo.
Bolo de Banana
Bolo de receita exclusiva da Arte Conventual, paladar perfeito e sabor bem característico. Receita tradicional amadurecida experimentada ao longo da nossa história.
Ver Mais
FÁBRICA
Avenida Paulo de Frontin, 461 - Rio Comprido
Rio de Janeiro - RJ - CEP 20261-240
SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor)
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Atendimento
Segunda a Sexta-feira: 07h às 16h30
Sábado e Feriados: 07h às 13h
Rua Gonçalves Dias, 40 - Centro
Loja B - Stand 2 (Temporariamente fechado
em função do COVID 19)
Pedidos
(21) 3507-0008
SIGA-NOS
Telefone
 (21) 2232-7197
Atendimento
Segunda a Sexta-feira: 09h às 19h

Segunda a Sexta - 9h às 12h e 14h às 18h

Atendimento
PONTO DE VENDA
Telefone

(21) 3576-0005

©2014 Arte Conventual - Todos os direitos reservados. As imagens expostas nesse site são meramente ilustrativas.

Informações completas e precisas, inclusive sobre preços e prazos, podem ser obtidas diretamente através de nossos contatos. Verifique a disponibilidade.

Pastel de Nata

Na região de Belém (Portugal), no início do século XIX, havia ao lado do Mosteiro dos Jerônimos uma área para o refino da cana-de-açúcar, que vinha das colônias portuguesas na África e Brasil. Como consequência da revolução Liberal são em 1834 encerrados todos os conventos de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores. Numa tentativa de sobrevivência, um dos monges passa a comercializar estes doces que eram quase que exclusividade do mosteiro, abrindo uma pequena lojinha ali próximo.